Que tal redescobrir habilidades?

 

Quer lembrar de algum assunto que te interessava muito no passado? Quer trazer de volta algo que fazia muito bem, mas nada te vem à mente?

Comece por uma arrumação pela casa!

Sim, a organização além de te ajudar a achar objetos perdidos pode te ajudar a achar talentos esquecidos.

 

Quer ver como?

Darei um exemplo:

Semana passada resolvi arrumar uma gaveta que não mexia há muito tempo. Guardo ali CD’s com antigos backups e de instalação de programas. Já não tinham mais utilidade e por isso mesmo estava na hora de uma limpa.

Encontrei um CD com uma coletânea de ebooks sobre organização, que tinha comprado faz uns 4 anos, bem antes de ter a ideia de trabalhar como organizadora profissional. Isso me deixou feliz e triste ao mesmo tempo. Triste porque depois dos cursos de especialização comprei alguns ebooks que já estavam no CD, fazendo que eu gastasse sem necessidade. Quando eu falo que organização gera economia tem gente que não acredita, agora ficou mais que evidente. Mas fiquei feliz porque percebi que esse assunto já me encantava, que já era um talento que trazia comigo e que naturalmente me levou à essa profissão que cada dia me encanta mais. Tive a certeza de que estou no caminho certo.

 

Daí me lembrei de um trecho do best-seller “A Mágica da Arrumação” da japonesa Marie Kondo. No livro ela conta que escuta frequentemente de seus clientes a frase “quando coloquei a casa em ordem, descobri o que queria realmente manter”.

Ela narra a história de uma cliente e amiga, que depois que se formou foi trabalhar em uma grande empresa de TI, mas não estava muito feliz. Quando fizeram a organização da casa perceberam que todos os livros que havia comprado para aperfeiçoar suas habilidades administrativas tinham sido descartados, ficando somente os livros de bem-estar social. Observando o fato lembrou-se do trabalho voluntário como babá que fizera por muito anos, tomou consciência da sua paixão. Se estruturou para sair do emprego e montar sua empresa de serviços de babá.

 

Em outro trecho do livro, Marie faz a seguinte reflexão:

“Para a maioria dos meus clientes, a experiência de organizar a casa resulta num envolvimento maior com seu trabalho. Alguns abrem o próprio negócio, outros mudam de emprego e os que aprofundam o interesse na sua profissão. A consciência daquilo que amam aumenta, o que resulta numa vida mais estimulante.

Embora possamos conhecer a nós mesmos refletindo sobre nossas características e ouvindo o que as pessoas pensam de nós, acredito que uma das melhores ferramentas de autoconhecimento á a organização de nossas coisas. Afinal, nossos pertences descrevem com precisão o histórico das decisões que tomamos na vida. Organizar é um modo de fazer um inventario que nos faz ver aquilo de que realmente gostamos”.

 

Então vamos dar uma olhada nas suas coisas?

Você pode achar material para artesanato que não mexia há muito tempo. Quem sabe um bordado pela metade, seus livros de colorir ou aquelas pecinhas de biju.

Pode retomar como um hobby, dar de presente ou quem sabe até abrir um negócio?!

Na cozinha pode achar as formas de bolo que fazia para o aniversário das crianças. Se adorava cozinhar pode voltar a fazer para a família.

Ou se encontrou livros infantis e lembrou que gostava de ler para seus filhos, que agora já estão crescidos, pode transformar isso em um serviço voluntário e ir em hospitais ou orfanatos e ler para as crianças de lá.

E então, que talento você redescobriu na sua arrumação? Conte pra gente!

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2018 por Suzana Dias. Todos os direitos reservados.